13 remédios para dor no joelho mais usados

Especialista da área:
atualizado em 28/09/2021

A dor no joelho é um problema que atinge a maioria das pessoas em algum momento da vida, e por isso conhecer os remédios para aliviar o incômodo é essencial.

  Continua Depois da Publicidade  

O problema pode ser causado por uma série de fatores, e nem sempre o tratamento que funciona para um caso irá funcionar para outros.

Então, veja os remédios mais usados para aliviar a dor nos joelhos, além de conhecer as principais causas do problema.

Observação: Este artigo tem um caráter meramente informativo, e não deve substituir o diagnóstico e a orientação de um médico. Além disso, é importante lembrar que a automedicação pode causar problemas sérios de saúde, e deve ser evitada.

O que pode causar dor no joelho?

dor nos joelhos

Apesar de ser um problema comum, nem toda dor no joelho tem a mesma causa, e, consequentemente, terão tratamentos também diferentes.

As causas mais comuns são:

  • Osteoartrite: É um problema que causa dor, inflamação e destruição articular provocada por degeneração e deterioração da articulação;
  • Tendinite: É a inflamação de um ou mais tendões;
  • Bursite: É uma inflamação das bursas, pequenas bolsas que ficam entre ossos, músculos e tendões;
  • Condromalácia patelar: Acontece quando a cartilagem sob a rótula está danificada.
  • Gota: É um tipo de artrite, causada pelo acúmulo de ácido úrico no corpo;
  • Cisto de Baker: Nessa condição um acúmulo de líquido sinovial (fluido que lubrifica a articulação) costuma se concentrar atrás do joelho;
  • Artrite reumatoide (AR): Ela é uma doença inflamatória autoimune crônica, que causa inchaço doloroso e pode eventualmente causar deformidade articular e erosão óssea;
  • Luxação: Luxação da rótula é causada na maioria das vezes por um trauma;
  • Ruptura do menisco: Acontece quando há uma ruptura em uma ou mais cartilagens do joelho;
  • Ligamento rompido: Ruptura em um dos quatro ligamentos do joelho, sendo mais comum ligamento cruzado anterior (LCA);
  • Tumores ósseos: O osteossarcoma é considerado o segundo tipo de câncer ósseo mais comum, e ele aparece com frequência no joelho.

Fatores que podem piorar uma dor crônica no joelho

Além das causas mais comuns da dor no joelho, é importante ficar atento aos fatores que podem piorar o quadro doloroso. Os principais são:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Lesões antigas não tratadas;
  • Entorses e distensões;
  • Esforço excessivo, sem descanso adequado para a recuperação;
  • Infecção;
  • Má postura, principalmente durante as atividades físicas;
  • Não realizar adequadamente o alongamento pré e pós-treino;
  • Alongar inadequadamente os músculos.

Veja também: 6 melhores alongamentos para joelho

Quem está em risco de ter uma dor no joelho?

Apesar de todos estarem propensos a ter dor no joelho, algumas pessoas são mais predispostas, principalmente por conta de problemas crônicos. Por exemplo:

  • Excesso de peso e obesidade, uma vez que cada quilo excedente aumenta a carga nos joelhos;
  • Idade, pois com o passar dos anos as articulações ficam mais frágeis;
  • Sedentarismo, que também contribui para o enfraquecimento dos músculos e das articulações;
  • Lesões anteriores, que podem ainda não ter curado completamente.

Remédios para dor no joelho mais usados

remédios pílulas comprimidos

A seguir listamos os 13 tratamentos mais usados para dor no joelho, que vão desde exercícios até medicamentos de farmácia.

Mas, se perceber que a sua dor é mais acentuada e grave, causada por lesão, o ideal é consultar um médico para uma avaliação mais detalhada, pois algumas podem precisar de intervenção e até de uma cirurgia para resolver.

1. Medicamentos

Tomar um remédio para dor no joelho pode ajudar a reduzir a dor. Os mais comuns são os medicamentos anti-inflamatórios não-esteroides, como o ibuprofeno. Entretanto, eles devem ser receitados por um médico, que irá decidir o mais adequado para sua condição.

O uso desses medicamentos já foi estudado por diversos pesquisadores, que demonstraram que eles são eficazes, quando utilizados de forma correta. 

  Continua Depois da Publicidade  

2. Pomada de ervas

Algumas ervas específicas possuem efeito anti-inflamatório, e pomadas que as utilizam como ingredientes podem ser um bom remédio para dor no joelho.

Esse efeito foi estudado por pesquisadores dos Estados Unidos, e publicado em um artigo no periódico Journal of Manipulative and Physiological Therapeutics. No estudo foi possível demonstrar que o uso tópico de algumas ervas contribui para o alívio de dores causadas pela artrite, ajudando assim no tratamento da doença.

3. Casca de salgueiro

A casca de salgueiro é utilizada como analgésico natural há séculos, devido a um de seus compostos, a salicilina, uma substância com estrutura muito parecida com a do ácido acetilsalicílico, também conhecido como aspirina. 

Entretanto, é preciso ter cuidado com a quantidade utilizada, principalmente em pessoas que têm problemas estomacais.

4. Extrato de gengibre

O gengibre é uma raiz com propriedades anti-inflamatórias muito versátil e fácil de encontrar, tanto na forma in natura, como em cápsulas, pó, entre outros.

Por isso, a especiaria pode ajudar no tratamento de vários tipos de dor e inflamações, incluindo no joelho.

  Continua Depois da Publicidade  

5. Sulfato de glucosamina e condroitina

Esses suplementos, bastante divulgados pela mídia na última década, são capazes de impulsionar a saúde das articulações. E por serem tão conhecidos, a glucosamina e sulfato de condroitina já foram largamente estudados como tratamento de artrite e artrose, com resultados bem expressivos.

6. Óleo essencial

Usar óleos essenciais, tanto em pomadas quanto misturados a óleos de massagem, pode ajudar a reduzir a dor no joelho.

Mas, apesar de naturais, os óleos essenciais podem causar irritação e mesmo queimaduras na pele, e por este motivo nunca devem ser usados sem diluir.

7. Atividade física

atividades físicas casal correndo

A atividade física é importante para a saúde dos músculos, dos ossos e das articulações, e isso é ainda mais importante quando se tem algum fator de risco que possa danificar essas estruturas. 

Além disso, o exercício ajuda a manter o peso adequado, evitando assim a sobrecarga das articulações.

Mas é essencial procurar a orientação de um profissional especializado, que irá selecionar os exercícios que mais irão te ajudar, como no caso da hidroginástica, que é excelente para quem tem problemas articulares.

8. Exercícios de fortalecimento

Incluir no treino alguns exercícios de fortalecimento pode ajudar a proteger as articulações. Por exemplo, fortalecer a parte superior das coxas contribui para aliviar o impacto sobre os joelhos.

Então, caso sofra com dores articulares recorrentes, procure um fisioterapeuta, para que ele possa te ajudar a elaborar uma série com os melhores exercícios para o joelho e programas para você seguir.

9. Postura

Algumas mudanças simples na postura dos joelhos podem fazer muita diferença e diminuir as dores, como:

  • Evitar cadeiras muito baixas, ou sentar em sofás que “afundam”;
  • Evitar sapatos de salto alto;
  • Usar tênis adequado para praticar exercícios.

10. Massagem

A massagem é uma forma relativamente simples e barata de aliviar as dores articulares, e na maioria das vezes você pode realizar sem a ajuda de outra pessoa. 

Segundo a American Massage Therapy Association (AMTA), algumas técnicas são mais recomendadas. Veja abaixo algumas sugestões de automassagem para realizar enquanto estiver sentado, com os pés apoiados no chão e joelhos para frente.

Usar uma pomada anti-inflamatória ao fazer a massagem no joelho é uma boa maneira de combater a dor. As pomadas que costuma ser usadas são calminex, cataflan ou relmon gel. Massageie até a pomada ser totalmente absorvida pela pele. O alívio da dor costuma durar até três horas, portanto faça de 3 a 4 massagens ao dia.

11. Proteção, repouso, gelo, compressão e elevação (PRICE)

O nome dessa técnica vem do inglês Protection-Rest-Ice-Compression-Elevation. Ela é muito utilizada como tratamento de apoio para algumas condições, associada, quando necessário, ao uso de medicamentos:

  • Proteção: Faz referência a proteger o joelho de novas lesões, por exemplo, fazendo uma pausa na atividade que o causou;
  • Descanso: Para reduzir o risco de novas lesões e dar tempo aos tecidos para cicatrizar, o descanso é essencial;
  • Gelo: É um ótimo remédio para dor no joelho, e deve ser usada por períodos curtos, de não mais de 20 minutos por vez. E lembre-se: nunca coloque gelo diretamente na pele. Enrole em um pano ou coloque dentro de um saco plástico;
  • Compressão: Você pode utilizar uma faixa ou um acessório apropriado para fazer uma compressão sobre o joelho, resultando assim em um maior conforto. Mas não use nada apertado demais;
  • Elevação: Manter a perna elevada, pois estimulará a circulação e reduzirá o inchaço. Idealmente, a altura do joelho deve estar acima do nível do coração.

12. Compressa quente e fria

bolsas de água quente e gelo para tratamento de lesões

Esse tipo de terapia costuma trazer bons resultados e tem sido recomendada frequentemente para aliviar a dor nas articulações causadas pela artrite.

O calor relaxa os músculos, melhora a circulação e diminui a rigidez, enquanto o gelo ajuda a reduzir o inchaço e a inflamação. Para isso, você pode usar acessórios específicos como bolsas térmicas, ou mesmo utilizar uma toalha, tanto para a compressa quente quanto para a fria. 

Mas tome cuidado com a temperatura da compressa, para não irritar ou lesionar a pele.

13. Tai chi

Essa é uma antiga técnica chinesa de exercício que tem o objetivo de trabalhar a mente e corpo, resultando em uma melhora no equilíbrio e na flexibilidade.

Um estudo publicado pela Arthritis and Rheumatism apontou que pesquisadores descobriram que a prática do tai chi é especialmente benéfica para pessoas que sofrem com osteoartrite, pois ela é capaz de reduzir a dor e aumentar a amplitude de movimento. 

Além disso, a disciplina mental também pode ajudar nos casos de dor crônica.

Quando consultar um médico?

Caso a sua dor no joelho seja proveniente de um trauma súbito, como um acidente ou uma queda, ela pode precisar de atenção médica imediata. O joelho deve ser examinado por um médico ortopedista se houver dor considerável, inchaço ou se a pessoa não consegue pisar e usar a perna.

Além disso, outros casos também precisam de atenção, como no caso de dores que não melhoram com descanso e medidas caseiras, ou que piorem com o passar dos dias.

É preciso também ficar atento aos sinais de inflamação, que são:

  • Vermelhidão;
  • Inchaço;
  • Calor no local lesionado;
  • Dor, que pode ser constante ou piorar com o movimento.
Fontes e referências adicionais

Você já experimentou algum dos remédios para dor no joelho que listamos acima? Qual deles trouxe o melhor resultado? Que tipo de lesão você tem ou teve? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (46 votos, média 3,67)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário