Piolho pubiano (chato) – O que é, sintomas e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 08/10/2021

Ter piolho na cabeça já é ruim, mas imagine só na região íntima! Saiba então o que é, os sintomas e como tratar o piolho pubiano.

  Continua Depois da Publicidade  

Antes de mais nada, fique sabendo que o piolho que afeta a área genital não é o mesmo que afeta o couro cabeludo.

Mas, aproveite para conferir os remédios caseiros para piolho no couro cabeludo mais usados.

De qualquer forma, os sintomas de piolho púbico são igualmente desagradáveis e irritantes. Entenda agora como identificar essa infestação e como tratar sem irritar ainda mais a pele.

O que é piolho pubiano 

O piolho pubiano (Pthirus pubis) é um inseto que se instala na região genital. O intuito dele é se alimentar do seu sangue. É por isso que ter chato pode causar dor e muita coceira. 

Além de piolho pubiano, você também pode chamar essa condição de chato, pediculose pubiana, piolho-da-púbis ou ftiríase. Algumas pessoas também chamam o piolho pubiano de parasita.

Esse tipo de inseto vive nos pelos púbicos do corpo e, por isso, é possível pegar o piolho de outra pessoa através do contato íntimo. Aliás, em alguns lugares o chato é considerado uma doença sexualmente transmissível devido à principal forma de contágio.

  Continua Depois da Publicidade  

No entanto, também é possível pegar piolho púbico através do uso compartilhado de objetos como roupas, toalhas ou roupas de cama de alguém que está infectado.

Se você demorar para tratar o problema, os piolhos começam a colocar ovos (ou lêndeas) na região íntima. Assim, eles se reproduzem rapidamente e ficam mais difíceis de tratar.

Sintomas de chato

piolho pubiano

Sem dúvida, o principal sintoma dos piolhos pubianos é a coceira na região íntima – principalmente durante a noite.

Além disso, outros sintomas podem incluir:

  • Febre;
  • Falta de energia;
  • Coceira na vagina;
  • Irritação na pele;
  • Manchas azuladas na pele;
  • Pontos de sangue ou de picada na pele.

É importante buscar o tratamento adequado, pois a coceira é tão intensa que pode atrapalhar o seu sono. Além disso, se você coçar muito o local, sua pele pode ficar com feridas na pele que correm risco de infecção.

Como tratar o piolho pubiano

Uma infestação de piolhos é algo relativamente fácil de tratar, mas é importante levar o tratamento a sério. Ele consiste na remoção manual dos piolhos associada com medicamentos ou produtos para ajudar a eliminar as lêndeas (que são mais difíceis de enxergar).

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, você pode remover os piolhos que você consegue ver com os dedos ou usando um pente fino com bastante cuidado. Além disso, algumas loções e sabonetes que geralmente ajudam no tratamento são os produtos contendo permetrina ou malationa.

Porém, quando a infestação é mais grave, pode ser necessário usar antiparasitários orais – como o remédio ivermectina, por exemplo.

É importante seguir o tratamento até o final, mesmo se você achar que não está melhorando. Essa sensação de insegurança durante o tratamento é normal, pois mesmo eliminando os piolhos púbicos, a coceira e a irritação podem perdurar por mais um tempo.

Além disso, não se esqueça de descontaminar suas roupas e seu ambiente, pois é provável que exista piolho na sua roupa de cama, por exemplo. 

Sendo assim, lave bem todos os seus itens de uso pessoal como roupas sujas, toalhas usadas e roupas de cama – de preferência com água quente.

Se você tiver feridas na pele, vá ao dermatologista, pois é possível que você tenha que tomar um antibiótico para prevenir ou tratar uma infecção.

  Continua Depois da Publicidade  

Dicas de prevenção

Por fim, lembre-se de prevenir uma nova infecção seguindo as dicas abaixo:

  1. Use proteção durante o contato sexual;
  2. Tenha uma boa higiene íntima;
  3. Evite pegar itens de uso pessoal emprestados;
  4. Desinfete o seu banheiro, as suas roupas e o seu quarto após uma infecção.

Lembre-se também de que além desses cuidados, é importante evitar o contato íntimo durante o tratamento para não contaminar outras pessoas.

E, claro, avise o seu parceiro sexual sobre a infecção para que ele também possa tratar a infestação de piolhos antes que isso se torne um problema maior.

Fontes e referências adicionais

Você já teve esse tipo de infestação por piolhos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Equipe MundoBoaForma
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário