Como curar uma ferida mais rápido

Especialista da área:
atualizado em 10/09/2021

A maioria das feridas na pele cicatriza naturalmente. Porém, algumas pessoas podem levar mais tempo para notar a cicatrização completa.

  Continua Depois da Publicidade  

Como uma ferida aberta pode aumentar o risco de infecções, é importante cuidar bem da lesão para evitar o contato com germes. Além disso, vale a pena procurar formas de acelerar o processo de cura.

Se houver suspeita de fratura ou qualquer outra lesão mais grave, é fundamental buscar atendimento médico. Mas, muitas vezes, as feridas são superficiais e podem ser tratadas em casa.

Cicatrização da pele

sutura na pele

Antes de mais nada, é preciso saber como funciona o processo de cicatrização. Basicamente, a cura de um corte ou de um arranhão na pele envolve uma série de etapas que o nosso corpo executa sozinho, que podem ser divididos em 3 fases:

Fase inflamatória

Inicia-se no exato momento em que ocorre a lesão e dura em torno de 3-4 dias. Nessa primeira fase ocorre a hemostasia, onde o sangue coagula rapidamente para evitar um sangramento excessivo, através da constrição dos vasos sanguíneos. 

Logo em seguida, há uma vasodilatação, onde o tecido em que ocorreu a ferida sofre um processo de inflamação, que estimula a chegada de oxigênio e outros nutrientes por meio da corrente sanguínea para promover a cura. Ao mesmo tempo, os glóbulos brancos agem limpando a ferida e prevenindo uma infecção.

Fase proliferativa

Normalmente essa fase inicia-se em torno do terceiro dia após a lesão e tende a durar por volta de três semanas. Inicia-se a formação de colágeno pelos fibroblastos, que é a principal proteína responsável pela sustentação do tecido cicatricial e por mantê-lo tensionado.

  Continua Depois da Publicidade  

São formadas fibras que ajudam a fechar a ferida, e novos vasos sanguíneos. Ao final dessa fase, a ferida estará fechada e coberta por um tecido de granulação, e em processo de regeneração.

Fase de maturação (ou reparo)

Essa fase se inicia três semanas após o aparecimento da lesão, e pode durar de um mês até um ano ou mais. O tecido cicatricial vai diminuindo ao longo do tempo por conta da ação do colágeno, que continua sendo produzido.

O tom da nova pele passa de vermelho escuro para rosa claro, e as fibras vão sendo realinhadas para melhorar o aspecto da cicatriz.

Para evitar que a marca permaneça na pele, nesse processo de cicatrização você pode testar algumas técnicas para remover ou suavizar a cicatriz.

Imagem: Vuelo Pharma

Como curar uma ferida mais rápido

Para conseguir acelerar o processo de cura de uma ferida, é preciso contribuir com o seu corpo para que as etapas acima sejam concluídas rapidamente.

Por exemplo, uma das funções dos glóbulos brancos é limpar a ferida. Sendo assim, se você ajudar a manter o local limpo, é provável que sua pele fique boa logo. Da mesma forma que usar uma pomada cicatrizante pode ajudar a reparar a pele mais rápido.

  Continua Depois da Publicidade  

Veja então, na prática, o que você pode fazer para curar uma ferida rapidamente:

Use um curativo

Em feridas abertas, é importante usar curativos para manter o local protegido contra infecções. Isso é muito importante principalmente nas primeiras horas depois de feita a lesão, pois evita a entrada de bactérias no local da ferida.

Além disso, é preciso trocar o curativo com frequência para higienizar a pele e evitar o acúmulo de suor.

Melhore a circulação sanguínea

Estimular a circulação sanguínea serve para que mais nutrientes cheguem ao local da lesão, acelerando assim a cicatrização. Nesse processo, pode ocorrer o inchaço no local da ferida, e neste caso é importante elevar a ferida para melhorar o fluxo de sangue através da eliminação de líquidos acumulados no local

Por exemplo, no caso de pessoas que têm feridas nas pernas é importante tentar manter as pernas cerca de 20-30 cm acima do nível do coração, e manter assim por alguns minutos, repetindo por cerca de 3 vezes ao dia.

Uma outra forma de melhorar a circulação sanguínea é utilizando uma compressa quente no local. Deixar o calor no local da ferida por aproximadamente 10-15 minutos vai garantir o aporte necessário de nutrientes para acelerar a cicatrização.

  Continua Depois da Publicidade  

cicatrização de ferida

Tenha uma alimentação saudável

Como mencionado anteriormente, os nutrientes são essenciais para uma cicatrização eficaz. Por isso, consumir alimentos nutritivos é muito importante para que suas feridas cicatrizem mais rapidamente. Dentre esses alimentos destacam-se aqueles ricos em ômega 3 e vitaminas K, C, A, além das proteínas.

A vitamina K por exemplo, atua diretamente na coagulação do sangue, promovendo alívio de inchaços, prevenção a hemorragias, e atuando contra os hematomas que atrapalham a cicatrização.

A vitamina C é bastante conhecida pela sua função antioxidante e combate aos radicais livres, que são inimigos da boa cicatrização. Além disso, ela participa da síntese do colágeno, substância que confere sustentação e elasticidade da pele.

A vitamina A é utilizada em diversos tratamentos que afetam a pele externamente, como acne, eczemas, e outras patologias.

E as proteínas são importantes porque quando digeridas, são “quebradas” em pedaços menores chamados de aminoácidos, responsáveis por acelerar o processo de cicatrização, e além disso, assim como a vitamina C, as proteínas participam da formação do colágeno.

Mantenha a higiene local

Lavar e secar o local da lesão para mantê-lo limpo e seco é muito importante para prevenir infecções. Em feridas abertas, o ideal é lavar com água e sabão neutro e evitar passar qualquer outra substância, a menos que isso seja indicado pelo seu médico.

O soro fisiológico é outra opção tão segura quanto a água corrente para lavar a pele.

Use cremes ou pomadas

Além de hidratar a pele e estimular a sua recuperação, o uso de certos cremes e pomadas pode promover uma cicatrização mais rápida.

Em alguns casos, seu médico pode indicar uma pomada com propriedades antibacterianas para prevenir ou tratar infecções. Mas em geral, uma pomada cicatrizante ou hidratante é suficiente para acelerar o processo de cicatrização da pele.

Quando procurar um médico

tratamento de ferida

Embora você possa cuidar de pequenos ferimentos no conforto da sua casa, é importante saber o momento em que visitar um médico é inevitável.

Portanto, se você notar algum dos seguintes sinais de alerta, não deixe de consultar um profissional da saúde:

  • Ferida que não se fecha;
  • Presença de sangue no local da lesão;
  • Dor intensa ou que não melhora ao longo do tempo;
  • Calafrios ou febre;
  • Náuseas e vômitos;
  • Odor desagradável na pele;
  • Secreção amarela ou verde;
  • Pele quente ao redor da ferida.

É claro que cada tipo de ferida leva um tempo para cicatrizar. Mas, em alguns casos, ter lesões frequentes que demoram para cicatrizar ou não parecem melhorar pode ser um sinal de diabetes.

Por exemplo, o pé diabético é uma série de alterações a que estão sujeitas as pessoas com diabetes não controlada, onde infecções ou problemas na circulação dos membros inferiores provocam o surgimento de feridas nos pés que não cicatrizam e infecções no membro. Assim, não deixe de checar como está a sua saúde geral.

Uma lesão aberta é uma porta de entrada para germes e bactérias. Por isso, é sempre bom tirar suas dúvidas com um médico, pois pode ser que você precise de antibióticos em caso de infecção.

Fontes e referências adicionais

Você já teve uma ferida difícil de cicatrizar? Como foi o tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Alessandra Drummond
Sobre Dra. Alessandra Drummond

Dra. Alessandra Drummond é médica dermatologista, graduada em medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pós graduada em dermatologia no Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay. Felowship no Hospital Arcispedale Santa Maria Nueva, Reggio Emília, Itália. Tem diversas publicações em revistas científicas indexadas, participa constantemente de congressos e conferências nacionais e internacionais, na área da dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiatria. Para mais informações, entre em contato com ela no seu site.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário