Abacate é Bom para o Cabelo?

Especialista:
atualizado em 22/08/2021

Acredita-se que o abacate (Persea americana Mill) seja originário do México, da América Central e/ou do Norte da América do Sul, mas o que realmente sabemos é que a fruta é uma ótima opção de alimento para fazer parte de uma refeição nutritiva.

Tudo porque o abacate serve como fonte de diversos nutrientes que o organismo da gente necessita receber para funcionar direitinho como fibras, potássio, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C, vitamina E e vitamina K, além de pequenas quantidades de magnésio, manganês, cobre, ferro, zinco, fósforo, vitamina A, vitamina B1, vitamina B2 e vitamina B3.

Mas será que o abacate é bom para o cabelo também?

Que a fruta colabora com a nutrição do nosso corpo – se consumida moderadamente porque ela é calórica – deu para perceber, mas você já ouviu falar que o abacate é bom para o cabelo? Será que isso tem algum tipo de fundamento?

Bem, de acordo com informações da bacharela em enfermagem Melissa Biscardi, o alimento pode ser utilizado para melhorar a condição dos cabelos, atuando como uma espécie de hidratante para os fios secos ou danificados.

“Eles (os abacates) foram usados com esse propósito primeiramente pelos antigos egípcios”, comentou a bacharela em enfermagem, que afirmou ainda que a fruta é composta por vitaminas do complexo B que trabalham em nível celular para auxiliar a proteger e fortalecer os cabelos, além de serem essenciais para o crescimento dos fios.

Ainda conforme Biscardi, a vitamina E presente no alimento contribui com a reparação de danos no couro cabeludo, algo que pode desacelerar ou evitar o crescimento dos cabelos.

No mesmo sentido, uma matéria destacou que as vitaminas do complexo B e a vitamina E podem proteger as mechas de cabelo contra danos e ressecamentos, auxiliar a controlar a perda de fios e ajudar a reparar danos no couro cabeludo.

Em artigo publicado, o nutricionista e mestre em nutrição e dietética, Ryan Raman, indicou que um abacate médio de 200 g fornece 21% das necessidades diárias de vitamina E, nutriente que pode ser um aliado justamente para o crescimento dos fios.

“Em um estudo, pessoas com perda de cabelo experimentaram 34,5% a mais de crescimento capilar depois de tomar um suplemento de vitamina E por oito meses. A vitamina E também protege áreas da pele, como o couro cabeludo, de estresse oxidativo e danos. A pele danificada no couro cabeludo pode resultar em baixa qualidade dos cabelos e menos folículos capilares”, afirmou Raman.

Entretanto, é preciso ponderar e levar em consideração que não se sabe se o teor de vitamina E presente no suplemento empregado na pesquisa em questão é o mesmo encontrado na composição do abacate.

O mestre em nutrição e dietética destacou também que a deficiência nos ácidos graxos essenciais, que estão presentes em boas quantidades no abacate, já foi associada à perda de cabelo.

O nutricionista explicou que esses ácidos graxos essenciais não podem ser produzidos pelo organismo, ao mesmo tempo em que são elementos constitutivos fundamentais das células do corpo.

  Continua Depois da Publicidade  

Condicionador à base de abacate

“Usar um condicionador de abacate promove um cabelo com sensação de maciez e de mais elasticidade. O alto teor de gorduras dos abacates torna o cabelo menos seco e propenso à quebra. Depois de lavar o seu cabelo com shampoo, aplique o condicionador de abacate e deixe de cinco a 10 minutos antes de lavar com água morna. Faça o seu próprio condicionador de abacate amassando os abacates e adicionando água o suficiente para fazer uma solução parecida com uma pasta”, aconselhou a bacharela em enfermagem Melissa Biscardi.

A Associação Americana do Coração informa que os ácidos graxos monoinsaturados presentes no alimento colaboram com o desenvolvimento de células do lado de dentro e de fora do corpo.

Para eles, um condicionador à base de abacate pode ajudar a restaurar a aparência brilhante e a textura macia dos cabelos, além de auxiliar a hidratar e fortalecer os fios da raiz até as pontas.

Máscara à base de abacate

Para os cabelos severamente danificados ou secos, a recomendação da bacharela em enfermagem Melissa Biscardi é testar uma máscara de abacate.

A bacharela em enfermagem ensinou que a tal máscara deve ser preparada por meio da mistura de um abacate picadinho com uma gema de ovo em uma tigela.

“Adicione água o suficiente para fazer uma pasta com a qual dê para trabalhar. Aplique a mistura ao cabelo úmido e massageie o cabelo e o couro cabeludo. Prenda o cabelo no todo da cabeça e deixe por 20 minutos antes de lavar com água morna”, orientou Biscardi.

E o óleo de abacate é bom para o cabelo?

De acordo com informações, uma pele bem hidratada no couro cabeludo pode fazer com que os cabelos ganhem uma aparência mais saudável. Massagear o couro cabeludo com óleo antes de lavar os cabelos pode contribuir neste sentido.

Acredita-se ainda que utilizar especificamente o óleo de abacate no couro cabeludo pode auxiliar a diminuir a aparência da caspa.

Além disso, revestir os cabelos com uma fina camada de óleo pode fazer com que ele fique mais flexível, o que pode ajudar a prevenir que os fios quebrem quando a pessoa for escovar ou prendê-los.

Embora seja improvável que o óleo de abacate desfaça danos severos nos cabelos, ele pode colaborar com a prevenção de mais quebras nos fios por meio da lubrificação das mechas dos cabelos.

Passar óleo de abacate nas extremidades dos cabelos pode ajudar a desembaraça-los. O conselho é revestir as pontas dos cabelos com uma pequena quantidade de óleo, usando os dedos.

Então, com um pente de dentes largos, deve-se pentear gentilmente através dos fios emaranhados até que o cabelo comece a perder os nós. Depois, a recomendação é continuar a escovar os cabelos com uma escova ou pente de dentes menores.

  Continua Depois da Publicidade  

Aplicar óleo nos cabelos pode ajudar a proteger os fios contra alguns danos ambientais como poluição, luz solar, água do mar e cloro.

Por exemplo, especialistas orientam passar uma camada fina de óleo de abacate nos fios antes de nadar no mar ou tomar banho de sol. Para quem tem cabelos longos, a orientação é prender os cabelos em um coque ou trança para impedir que o óleo chegue até a pele.

No entanto, quando a luz solar é forte, também é necessário proteger a cabeça com um chapéu e sempre usar protetor solar. Além disso é preciso ainda lavar os cabelos depois de entrar o contato com cloro e água do mar para impedir que os fios fiquem ressecados.

Por outro lado – o abacate não é uma solução mágica para os problemas capilares

Os cabelos nas nossas cabeças são feitos de células mortas, o que significa que eles não absorvem os nutrientes da mesma forma que a pele. Em outras palavras, uma pessoa pode ter resultados positivos ao utilizar o óleo de abacate no cabelo, entretanto, eles não terão longa duração.

O uso de produtos nos cabelos não pode promover o crescimento dos fios, já que esse processo acontece internamente no corpo e geralmente ocorre em um ritmo estável para a maiorias das pessoas.

Isso quer dizer que esse processo não pode ser acelerado, embora seguir uma dieta saudável pode auxiliar a encorajar cabelos fortes e com saúde a crescerem.

Em seu artigo publicado, o nutricionista e mestre em nutrição e dietética, Ryan Raman informou que a velocidade pela qual um cabelo cresce é determinada por fatores como idade, saúde, genética e dieta.

Ou seja, alguns desses aspectos não podem ser controlados. Portanto, para quem sofre com problemas capilares, principalmente os mais graves como a queda de cabelo, é fundamental procurar o auxílio de um dermatologista.

O profissional é qualificado para identificar a origem do problema e recomendar o tratamento mais seguro e eficiente para lidar com a condição.

Lembre-se que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as recomendações profissionais e qualificadas do dermatologista.

Cuidado com a alergia

Embora as alergias ao abacate não sejam tão comuns quanto outras alergias, elas podem ocorrer, especialmente em pessoas que são alérgicas ao látex.

Por isso, é recomendado que antes de usar o óleo de abacate nos cabelos pela primeira vez, a pessoa teste o produto em uma pequena parte da pele; se ele provocar vermelhidão ou desconforto ao redor na pele, não deverá ser utilizado.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se abacate é bom para o cabelo? Conhece alguém que possa confirmar? Comente abaixo!

(1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

[wpforms id=”60557″ title=”false”]

Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

Publicidade