18 Benefícios do Óleo de Rícino – Para Que Serve e Dicas

Especialista:
atualizado em 22/04/2021

O óleo de rícino é derivado das sementes de uma planta chamada ricinus communis e suas propriedades são tão incríveis que você irá se surpreender. Você aprenderá a seguir sobre todos os benefícios do óleo de rícino, para que ele serve e quais as precauções necessárias ao utilizá-lo.

Os óleos são comumente utilizados como tratamentos cosméticos em todo o mundo. É possível fazer um tratamento de beleza completo utilizando apenas os benefícios dos óleos naturais. Abaixo, há uma lista de óleos e seus benefícios para que você consiga extrair o melhor deles para a sua saúde e boa forma.

O óleo de rícino existe há muito tempo e tem sido amplamente utilizado para fins medicinais. É um dos primeiros óleos vegetais a serem utilizados para fins industriais devido à sua alta viscosidade e propriedade lubrificante.

Para que Serve

O óleo de rícino – conhecido também como óleo de mamona – é obtido a partir das sementes da planta RIcinus communis. Tais sementes contêm uma enzima tóxica conhecida como ricina, mas por meio do processo de aquecimento que o óleo de rícino passa, essa toxicidade é eliminada e o óleo pode ser usado sem perigos para a saúde.

Esse óleo é utilizado para diversos fins, sejam eles industriais, como na produção de materiais lubrificantes, ou para fins medicinais, como para problemas de prisão de ventre e dores musculares, e até mesmo para fins estéticos, como para promover o crescimento de cabelo.

Benefícios do óleo de rícino

Vamos conhecer agora alguns dos benefícios do óleo de rícino quando utilizado tanto para seus fins medicinais, quanto para os fins estéticos.

1. Laxante natural

A planta de óleo de rícino contém uma toxina chamada ricina altamente potente, mas ela é desativada durante o processo de extração de óleo, tornando o consumo do óleo de rícino totalmente seguro. É um produto tão seguro, que é indicado inclusive para crianças como um laxante em doses moderadas.

Segundo uma pesquisa de 2012 indexada no periódico científico Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (PNAS), o óleo de rícino quando consumido oralmente é decomposto no intestino delgado onde libera ácido ricinoleico. Esse ácido é o principal ácido graxo encontrado no óleo de rícino e é ele o responsável pelo seu efeito laxante.

A dosagem pode ser facilmente ajustada, pois seu efeito é diretamente proporcional à quantidade de óleo que você usa. A dose usual é de 1 a 2 colheres de sopa para adultos e 1 a 2 colheres de chá para crianças de 2-12 anos. Crianças menores de 2 anos não devem tomar mais de uma colher de chá por vez.

É possível misturar o óleo de rícino com suco de laranja para torná-lo mais saboroso. Ao contrário de outros laxantes que atuam no cólon, a ação do óleo de rícino começa no intestino delgado. Em um período que varia de 2 a 5 horas, o efeito do laxante deve ser observado e você pode esperar por uma limpeza completa dos intestinos.

2. Alivia dor muscular

O óleo de rícino é considerado um óleo quente que promove a circulação de fluidos no corpo. É excelente como óleo de massagem e pode aliviar a dor resultante do excesso de trabalho dos músculos. Se você tem músculos doloridos na panturrilha e na coxa após exercícios vigorosos ou prática de esportes ativos, aplique um pouco de óleo de mamona na área dolorida e esfregue-o.

O óleo de rícino é um bom óleo transportador para óleos essenciais. Adicione algumas gotas de óleo de camomila romana ou óleo de hortelã-pimenta a uma colher de sopa de óleo de rícino para tornar a massagem mais relaxante e curativa.

  Continua Depois da Publicidade  

3. Alivia dor nas juntas

As propriedades analgésicas e anti-inflamatórias do ácido rícinoleico, que constituem quase 90% de óleo de rícino, foram bem documentadas. Uma grande parte desses benefícios do óleo de rícino vem de sua ação descongestionante no sistema linfático.

Os vasos linfáticos, que formam uma ampla rede em todo o corpo, coletam resíduos dos tecidos e levam-no ao sangue para eliminação. O congestionamento nesses vasos e o acúmulo de resíduos tóxicos estão implicados em muitas doenças auto-imunes, como a artrite, que causa dor e inflamação nas articulações. O óleo de rícino dificulta o congestionamento e faz com que a linfa se mova livremente. Ele age diretamente no sistema imunológico, estimulando a glândula timo e aumentando a contagem de um tipo de glóbulos brancos chamado linfócitos.

4. Trata infecções causadas por fungos

Há benefícios do óleo de rícino como uma forte função fungicida graças ao ácido undecilênico, que é um produto de degradação do ácido graxo rícinoléico, abundante no óleo de rícino. Ele pode ser usado para tratar doenças fúngicas comuns como micose e pé de atleta. É tão eficaz quanto os medicamentos utilizados para tratar infecções fúngicas e sem nenhum dos efeitos colaterais das drogas antifúngicas.

Uma dica é aquecer um pouco de óleo de rícino e deixar esfriar até ficar levemente quente ao tocar. Aplique-o na área afetada imediatamente antes da hora de dormir e deixe-o agir durante a noite. Repita durante uma semana para ver melhorias significativas. Continue o tratamento até que a infecção desapareça completamente.

5. Promove o crescimento do cabelo

Massagear o óleo no couro cabeludo pode resultar em crescimento extra do cabelo. Este óleo quente apresenta a capacidade de melhorar a circulação. Ele deve ser aplicado da mesma forma que é aplicado na pele para infecções fúngicas, massageando o couro cabeludo.

Uma publicação de 2015 do International Journal of Trichology indica que a aplicação regular de óleo de rícino no cabelo ajuda a deixa-lo brilhante além de aumentar a flexibilidade dos fios e de reduzir o risco de quebra.

Além disso, o óleo de rícino pode ser aplicado em áreas que perderam o cabelo devido à alopecia. Sua propriedade anti-inflamatória pode trazer benefícios do óleo de rícino contra esta desordem autoimune.

Mais um dos benefícios do óleo de rícino para o cabelo é a sua capacidade de ajudar a prevenir e reparar as pontas duplas. Basta aplicar algumas gotas do óleo diretamente nas extremidades do cabelo para reduzir a quantidade de pontas duplas. Ele ajuda ainda a restaurar a saúde do seu cabelo e torná-lo muito menos quebradiço.

6. Realça a cor dos cabelos

O óleo de rícino pode ser usado para melhorar a cor natural do seu cabelo e fazê-lo parecer mais grosso e brilhante. Este óleo é um umectante, ou seja, ele bloqueia a umidade. Quando aplicado no cabelo, preserva a umidade natural na raíz do cabelo e torna cada fio mais grosso e mais escuro.

Ele deve ser aplicado após lavar o cabelo e secar levemente com uma toalha. Uma colher de sopa de óleo de rícino é o suficiente para passar nos cabelos.

7. Rímel natural caseiro

É possível fazer uma máscara contendo óleo de rícino para fazer um rímel natural para os cílios. Este truque é usado há muito tempo através da queima de óleos vegetais, incluindo o óleo de rícino. A fuligem gerada era então coletada em uma superfície e fixada em óleo de rícino.

Em casa, é possível fazer o procedimento utilizando cera de abelha. Derreta uma colher de sopa de cera de abelha em uma panela e adicione 2 colheres de sopa de óleo de rícino. É preciso misturar o óleo obtido com pó de carvão ou cacau para obter a cor e a consistência desejadas.

  Continua Depois da Publicidade  

8. Hidrata profundamente a pele

O óleo de rícino também pode ser usado para hidratar a pele seca. Por ser altamente viscoso, o óleo penetra profundamente no tecido da pele, nutrindo-a com ácidos graxos. Muitos hidratantes comerciais caros o contêm, mas você pode obter todos os benefícios do óleo de rícino diretamente através da aplicação direta.

Pode ser um pouco pegajoso no início, mas uma vez que você aplica na pele uma camada fina, ele é absorvido de forma bastante rápida, não deixando nenhuma sensação oleosa na pele. Algumas pessoas gostam de diminuir a viscosidade do óleo de rícino ao misturá-lo com óleo de coco, facilitando a aplicação.

9. Trata problemas de pele

O óleo de rícino, além de agir como um hidratante, pode ser usado para tratar acne, verrugas e marcas na pele, pois apresenta propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias.

A inflamação parece ser um dos fatores que mais contribuem para o desenvolvimento da acne. Assim, conforme dados publicados em 2013 no Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology, o uso de óleo de rícino na pele pode ajudar a diminuir os sintomas de acne associados à inflamação.

Também é possível que a acne seja causada por bactérias como a Staphylococcus aureus e as propriedades antimicrobianas do óleo de rícino podem auxiliar no combate a esses microrganismos. De acordo com uma pesquisa publicada no periódico BMC Complementary and Alternative Medicine em 2016, o extrato de óleo de rícino tem um poder bactericida significativo e é capaz de inibir o crescimento de diversos tipos de bactérias, incluindo a Staphylococcus aureus.

O poder hidratante do óleo de rícino também é ótimo para hidratar e acalmar a pele irritada e inflamada.

Aplique o óleo de rícino sob o local desejado com um cotonete de algodão diariamente. Em cerca de 2 semanas, o problema geralmente é resolvido.

10. Ajuda contra a insônia

Não está claro como o óleo de rícino ajuda a induzir o sono, mas há relatos de pessoas que o usam nos cabelos ou ao redor dos olhos antes de dormir que afirmam cair mais rapidamente no sono.

O óleo de rícino, quando passado nas pálpebras, pode ajudar a dormir melhor. Não se sabe se há alguma propriedade no óleo de rícino responsável por esse efeito ou se o fato de massagear a área ao redor dos olhos promove um efeito relaxante que ajuda a pegar no sono mais rápido. Há ainda quem afirme que ingerir uma colher de sopa de óleo de rícino antes de dormir também ajuda a combater a insônia.

Apesar da falta de evidências científicas, o óleo de rícino não faz mal quando aplicado em pequenas quantidades na pele do rosto. Só tome cuidado para não deixar o óleo cair dentro dos olhos.

11. Trata a cólica em bebês

A maioria dos bebês passa por uma fase de choro incontrolável devido à cólica que sentem nos primeiros meses de vida. O óleo de rícino parece proporcionar alívio que muitos medicamentos orais não conseguem.

O óleo deve ser aplicado externamente na área abdominal e esfregado suavemente. Não está claro se é uma propriedade analgésica que proporciona esses benefícios do óleo de rícino, mas a maioria dos bebês se acalmam logo após a aplicação.

Um estudo de 2015 publicado no International Journal of Pharmaceutics mostrou que o tratamento com um gel contendo ácido ricinoleico em sua composição resultou em uma diminuição em sintomas como dor e inflamação quando aplicado sobre a pele. Pode ser que esse efeito observado seja o mesmo que os bebês sentem ao serem massageados com um pouco de óleo de rícino durante as crises de cólica.

12. Cura doenças da pele em animais de estimação

Cães e gatos têm a tendência de lamber constantemente suas feridas e lugares na pele que podem estar infectados, o que geralmente piora a condição. Além disso, o animal pode ingerir substâncias presentes em medicamentos aplicados no local.

O óleo de rícino é seguro para o uso em cortes menores e áreas infectadas. Suas propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias ajudarão a cicatrizar mais rapidamente o machucado. Além disso, esses animais podem achar o óleo desagradável e deixar de lamber o local. O único efeito colateral observado são as fezes um pouco mais soltas que o normal.

13. Conservante

A propriedade antifúngica do óleo de rícino já foi bem usada na indústria de alimentos. Muitos grãos recebem um revestimento contendo o óleo quando eles devem ser armazenados por um longo período de tempo. O óleo de rícino também parece repelir pragas e insetos que danificam o alimento. Para quem foge de conservantes químicos, o óleo de rícino é um conservante natural totalmente seguro.

O óleo de mamona também pode ser usado como aditivo alimentar em doces e como inibidor de mofo nos alimentos e também em certas embalagens.

Em países como a Índia, o Paquistão e o Nepal, é comum que os grãos sejam preservados com óleo de rícino para que a comida não estrague. 

14. Lubrificante

O óleo de rícino funciona quase tão bem quanto a graxa usada para lubrificar máquinas. Funciona igualmente bem em temperaturas altas ou baixas e é frequentemente usado em carros de corrida. Ao contrário de outros óleos, o óleo de rícino não prejudica a borracha, de modo que pode ser usado com segurança em dispositivos como bombas de ciclo que possuem vedações de borracha. O óleo de rícino é seguro para ser usado em aparelhos de cozinha que precisam de lubrificação, como tesouras por exemplo.

Por se tratar de um óleo comestível, é uma boa ideia usar o óleo de rícino para lubrificar equipamentos ou utensílios domésticos sem risco de contaminação ou de danos aos aparelhos.

15. Alivia calos

O óleo de rícino aplicado diretamente nas áreas afetadas pode ajudar a aliviar os calos que são causados ​​por diversas coisas. Também pode ser usado para massagear locais para ajudar a aliviar a dor e o inchaço.

Os ácidos graxos encontrados no óleo de rícino são umectantes, o que significa que eles podem ser utilizados para hidratar a pele. De acordo com um estudo publicado em 2010 na revista científica Pharmacognosy Research, os umectantes retêm a umidade e evitam a perda de água por meio da camada mais externa da pele. 

Essa propriedade umectante é importantíssima para promover a hidratação de locais da pele que são difíceis de hidratar. Por isso, ele é um ótimo produto para ser aplicado em calos e em rachaduras nos pés, por exemplo.

Para ficar mais fácil de aplicar e aumentar ainda mais o poder hidratante do óleo de rícino, ele pode ser misturado com outros óleos menos espessos como o óleo de amêndoas, o óleo de coco ou o óleo de oliva. 

16. Hidrata a boca

Além dos benefícios do óleo de rícino para a pele, ele faz maravilhas para lábios secos e rachados. Ele também é adicionado à composição de muitos remédios e protetores labiais que você compra no balcão.

Da mesma forma que hidrata a pele, o óleo de rícino também hidrata a boca. Se houver alguma ferida ou ressecamento grave, o óleo de rícino propicia um ambiente úmido que promove a cicatrização do local e evita que a ferida ou a boca fique seca.

O óleo de rícino também estimula o crescimento de novas células, que criam uma espécie de barreira entre a ferida e o ambiente, reduzindo assim o risco de infecção. O óleo também evita o acúmulo de células mortas na pele da boca que poderiam atrasar a cicatrização de feridas ou dificultar a hidratação.

Por fim, uma pesquisa publicada em 2013 no Journal of Applied Oral Science atestou que o óleo de rícino também pode proteger a boca contra infecções fúngicas. A Candida albicans, por exemplo, é uma espécie de fungo que pode causar problemas de saúde bucal incluindo o crescimento excessivo de placas e infecções. Ao aplicar óleo de rícino na boca, é possível evitar o surgimento desse tipo de problema e preservar uma boa saúde bucal.

17. Alivia coceiras

Você pode aliviar a dor relacionada a coceiras e arranhões na pele usando óleo de rícino. Apenas adicione algumas gotas no local e deixe o óleo agir por alguns minutos. 

Assim como o óleo de rícino pode ser aplicado na boca para evitar infecções fúngicas, ele também funciona muito bem para curar micose e outras doenças fúngicas que costumam causar coceiras na pele.

As propriedades anti-inflamatórias do óleo também ajudam a aliviar a coceira, a dor e o inchaço na pele.

18. Mantém as unhas saudáveis

Massagear apenas uma pequena quantidade de óleo de rícino em suas cutículas e em suas unhas todos os dias durante alguns meses promoverá o crescimento das unhas, além de deixá-las mais saudáveis e bonitas.

Aplicar o óleo de rícino com frequência nas cutículas também previne contra infecções causadas por fungos. 

Precauções e dicas

Antes de usar o óleo de rícino internamente ou topicamente, realize um teste de pele usando uma quantidade muito pequena de óleo para verificar possíveis reações alérgicas.

Apenas administre o óleo de rícino de acordo com as instruções fornecidas na embalagem e atente para a dose correta.

Quando ingerido, o óleo produz um efeito laxante muito forte. Sua sobredosagem pode facilmente resultar em desidratação severa que, em casos extremos, pode ser fatal. Outros possíveis efeitos colaterais de uma sobredosagem incluem cólicas abdominais, diarréia, tonturas, alucinações (raras), desmaio, náuseas, erupção cutânea, estanqueidade na garganta, falta de ar e dor toráxica.

Indivíduos com úlceras pépticas ou problemas de sangramento não devem usar o óleo de rícino internamente. Devido ao seu potencial efeito laxante, o óleo de rícino já foi muito utilizado para induzir o trabalho de parto, porém os médicos alertam que tomar o óleo de rícino pode aumentar o risco de aborto espontâneo ou parto prematuro. O efeito laxante do óleo causa fortes contrações do músculo pélvico para auxiliar a eliminação e isso provavelmente desencadeia contrações uterinas também.

E, como sempre, consulte o seu médico se tiver dúvidas ou preocupações sobre o uso deste remédio natural.

Fontes consultadas:

https://www.healthline.com/nutrition/castor-oil

https://www.medicalnewstoday.com/articles/319844.php

https://www.verywellhealth.com/the-benefits-of-castor-oil-89087

https://timesofindia.indiatimes.com/life-style/health-fitness/diet/health-benefits-of-castor-oil/articleshow/40063531.cms

https://www.stylecraze.com/articles/amazing-benefits-of-castor-oil/#gref

https://food.ndtv.com/food-drinks/7-incredible-castor-oil-benefits-for-beautiful-skin-and-hair-1630059

O que você achou desses benefícios do óleo de rícino para a saúde? Pretende utilizá-lo para aproveitar alguma dessas propriedades? Comente abaixo!

(359 votes, average: 4,24 out of 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

40 comentários em “18 Benefícios do Óleo de Rícino – Para Que Serve e Dicas”

  1. Usei produto para alisar meus cabelos quebrou quase tudo e fiquei com o cabelo muito curto, isso foi há 2 anos pois em menos de 1 ano e meio meus cabelo estavam novamente longo.agradeço ao óleo de ricínio,hoje voltei a usar porque estou na menopausa e meus cabelos estão fracos mas já estou vendo resultado eu recomendo.

    Responder
    • Achei fantástico todas essas prioridades medicinais. É um aliado e tanto da nossa saúde orgânica e estética! Muito boa esta matéria…

      Responder
  2. Muito bom estes benefícios do óleo de rícino tudo natural muito bom mesmo vcs estão de parabéns

    Responder
  3. Descobri algo fantastico ao passar nas dores de herpes neuralgicas percebi um resultado execelente no alivio das dores e usei em feridas causadas por fungos logo no primeiro dia vi a cicatrizaçao e a pele foi normalizando, uso tambem para crescer os pelos ralos da sombrancelha muito bom!

    Responder
  4. Gostei das dicas! Vou usar o óleo de rícino nos cabelos porque estou com queda de cabelo, vou passar no couro cabeludo. Espero que dê certo não aguento mais os meus cabelos caindo. Depois digo a vcs se funcionou!

    Responder
  5. Renailda Lima — Farei uma experiência usando o óleo de Rícino com Urucum (semente) para uma lesão superficial no dorso do pé (paciente diabético) Falarei daqui há alguns dias sobre o resultado.

    Responder
Publicidade